6 dicas de SEO que todo redator deve conhecer

O SEO, Search Engine Optimization, é uma ação essencial para o marketing digital. Confira agora 6 dicas essenciais de SEO para redatores digitais!

Muitas pessoas podem achar complicado desenvolver conteúdo para o blog da própria empresa. Afinal, não se trata apenas do texto – é necessário prestar atenção também nas técnicas SEO, para que ele chegue ao público correto. É importante que ele tenha as palavras-chave corretas, facilite a leitura dinâmica e traga toda a informação de maneira clara.

O SEO, Search Engine Optimization, ou otimização para motores de busca em tradução literal, é a chance de ser reconhecido pelo Google. E, desta forma, aparecer nos primeiros resultados de busca.

Os resultados ultra rápidos do Google, muitas vezes em menos de um segundo, não acontecem ao acaso. Este, e outros buscadores da internet, fazem uma análise minuciosa, baseada em uma série de regras para determinar a relevância de cada site.

Então, é necessário otimizar o seu site, para que o seu conteúdo possa ser interpretado como relevante pelos mecanismos de busca. Certamente boa parte deste conteúdo estará no seu blog e por isso, na hora de criar um texto, este deve estar voltado exatamente para o SEO da página.

Como fazer isso? É mais simples do que parece. Confira 6 dicas de SEO que todo redator digital deve conhecer:

01- Palavras-chave

Em uma estratégia de SEO a busca das palavras-chave mais relevantes são essenciais. Com uma pesquisa prévia você pode saber qual é a dor da sua persona e como aquele texto deve ser desenvolvido para ter um bom resultado no final das contas.

O próprio Google conta com uma ferramenta para auxiliar nessa escolha. Para usar o Planejador de Palavras-chave, ou Keyword Planner, você precisa apenas de uma conta no Google Adwords. Com essa ferramenta você poderá ver o volume de buscas para cada palavra relacionada ao tema que você deseja escrever e ainda pode fornecer novas ideias.

Escolhida a palavra-chave que vai guiar o conteúdo, é necessário usá-la. Essa palavra precisa estar no título, no subtítulo, na meta-descrição do Google e, principalmente, dentro do próprio texto. O ideal é que seu volume fique entre 1% a 2% no texto. Ou seja, em um conteúdo de mil palavras, 100 a 200 destas devem ser a sua palavra-chave.

A ideia também das palavras-chave é solucionar uma questão do seu público. Desenvolva o texto pensando na busca que será feita, apostando em um conteúdo de qualidade. Isso também conta pontos com o sistema de análise de relevância do Google.

Leia também: Storytelling, aprenda agora a utilizar essa técnica em sua estratégia de marketing de conteúdo

02- Heading Tags

Antigamente, em termos gerais, os textos costumavam ser uma coisa só. Mais de mil palavras corridas em apenas um pequeno espaço no jornal ou revista. A internet mudou essa interação. Os usuários precisam de espaços para realizar uma leitura mais dinâmica e se concentrar no ponto específico do seu interesse dentro do texto.

Por isso, em um conteúdo voltado para o SEO, é essencial trabalhar com subtítulos e tópicos, os heading tags – também conhecidos como Hs.

São três principais, o H1 como título principal, o H2 para subtítulos e o H3 para algum destaque a mais dentro do texto. Cada H deve contar no máximo 300 palavras para que o Google entenda que seu texto está bem dividido e que não vai cansar o leitor.

Além disso, a palavra-chave deve aparecer no título principal H1 e em pelo menos um subtítulo H2.

03- Links internos e externos

Os famosos hiperlinks são de extrema importância para o SEO. Fazer links internos, para páginas dentro do próprio site. Ou mesmo links externos para outros sites, validando dados e fontes sobre o assunto do texto.

Mas atenção, não jogue links a torto e a direito dentro do texto. É importante fazê-lo apenas quando fizer sentido e forma ordenada.

Crie links para sites e blogs que sejam relevantes na sua área de atuação. Que tenham um conteúdo de qualidade e sejam boas referências para o texto que você está escrevendo. E evite também o excesso desses links externos – muitos hiperlinks podem irritar o seu leitor. Foque nos links internos e use externos realmente relevantes para complementar o conteúdo.

04- Conteúdo relevante e simplificado

O conteúdo em si também deve seguir um padrão para o SEO. Os leitores digitais abrem diversos textos, em diversas abas – tudo ao mesmo tempo. O seu tema precisa prender a atenção deste usuário, para que ele permaneça na aba do seu site.

Um texto bem dividido, com uma linguagem simples e objetiva – pode ajudar a manter o leitor na sua página. A ideia é facilitar a leitura, nada de linguagem rebuscada ou palavras difíceis.

É como se você estivesse explicando sobre uma área da sua empresa para alguém que é leigo no assunto. Essa pessoa não vai entender uma linguagem técnica, então é necessário fazer ajustes para explicar de forma clara todo o processo. Assim deve funcionar o seu texto.

Não esqueça também de fazer uso do negrito. Escolha trechos específicos para destacar ainda mais o seu texto, garantindo que seu leitor mantenha a leitura até o final.

05- Recursos visuais

Os recursos visuais podem captar a atenção do leitor, ajudando na compreensão do texto e ajudam na forma de um descanso – uma quebra entre muitas palavras.

Um conteúdo relevante pode ser mais do que apenas texto corrido. Infográficos, imagens e vídeos podem complementar suas informações e trazer um algo a mais para seus leitores.

Sem contar que esses recursos são muito bem vistos pelo Google. Traga imagens relevantes para o seu texto e prepare-se para otimizá-las em sua estratégia de SEO. O primeiro passo é salvar a imagem já com a palavra-chave do conteúdo, assim como uma legenda e texto alternativo também com essa palavra-chave. Essa repetição em recursos visuais ajuda na análise do Google.

Mas não use imagens muito pesadas, para não prejudicar o carregamento do seu site. Páginas leves e mais rápidas têm maiores chances de serem exibidas nos resultados de pesquisa.

06- Configurações do texto

E antes de publicar o texto com todas as estratégias de SEO, é preciso configurá-lo. Alguns plugins do WordPress facilitam essa configuração, como o Yoast. Nele você pode definir o seu título, meta-descrição (com cerca de 150 caracteres, que aparece logo abaixo do título na pesquisa do Google) e também encurtar a sua URL. Nunca deixe a geração da URL ser automática, otimize para que sua palavra-chave esteja ali e que seja algo curto e simples.

A meta descrição precisa captar a atenção do seu leitor, por isso precisa ser mais que apenas um resumo do conteúdo. Precisa afirmar a necessidade de conferir esse texto para solucionar a sua necessidade.

 

 

Pensando em como criar conteúdos de qualidade para seu blog com foco em SEO? Conte com a Mercado Binário! Nós contamos com um super time de Inbound Marketing para criar os melhores conteúdos voltados para a sua persona!

O marketing digital pode te ajudar a conquistar mais clientes e aumentar sua receita. Aposte em serviços de divulgação e criação de conteúdo para sua marca. Aqui na MB atuamos com serviços de criação de conteúdo, performance de mídia paga e inteligência artificial para campanhas digitais.

Quer potencializar suas vendas? Vem para a Mercado Binário! Ligue para: (41) 3907-5331 ou pelo WhatsApp (41) 98823-3076

Acesse também nossas redes sociais para ficar por dentro das novidades: Youtube, Facebook e Instagram

Nos siga nas redes sociais

Assine nossa newsletter

Quem viu este post também viu:

Últimos Posts: